Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História

Final da Champions League 2016


Muito se fala sobre a bola aérea do Atlético de Madrid, muitas vezes letal. Mas vale ressaltar, que o Real Madrid também é muito forte no jogo aéreo. Além disto, nos dois lados encontramos jogadores com qualidade na bola parada, e capazes de decidir uma partida. O contra-ataque é outra arma das duas equipes, apostando na velocidade de dois dos melhores jogadores desta Champions League: Griezmann e Bale.

Koke é um mestre na hora de colocar faltas na área ou bater escanteios. Sem Diego Costa, Mandzukic e Raúl García, o zagueiro uruguaio Diego Godín passou a ser a principal referência do Atlético de Madrid no jogo aéreo. O uruguaio, por sinal, marcou o gol colchonero na final de Lisboa, em 2014, que por pouco não foi o da primeira conquista de UCL do clube. Além dele, Giménez e Fernando Torres também podem ser acionados no jogo por cima.

Se a cadência de Koke pode servir para cozinhar o jogo, o Atlético também poderá acelerar para a vitória. Muitas vezes o contragolpe colchonero começa com o goleiro Oblak, e termina dentro do gol adversário. A principal esperança é a velocidade de Griezmann, o caminho pelo qual os merengues eliminaram o Barcelona nas quartas e o Bayern nas semifinais.

Do lado do Real Madrid, um zagueiro também marcou na final de Lisboa, e segue sendo esperança madridista pelo alto: Sergio Ramos. Contudo, outro jogador que também marcou de cabeça naquela decisão é a maior arma merengue para este Sábado: Gareth Bale. Dos últimos gols do Gales em La Liga, 47% foram pelo alto (9 de 19),  um dos melhores aproveitamentos nas grandes ligas. Os portugueses Pepe e Cristiano Ronaldo também são exímios cabeceadores, aumentando muito a força aérea madridista.

Bale também é a principal arma do Real para o contragolpe. Um dos jogadores mais velozes do Mundo, ele vem aumentando muito seu poder de arremate, e se torna um terror no lado direito de ataque. Do outro lado, Cristiano Ronaldo e Benzema devem se revezar na missão de incomodar Juanfran, que é o melhor lateral-direito da temporada européia até aqui.

Tanto Blancos, quanto rojiblancos tem armas de sobra para vencer a final de Sábado. O Atlético parece apresentar um futebol melhor de maneira coletiva, até por conta do maior tempo de trabalho de Simeone. Mas, o Real é quem tem os melhores jogadores, tornando quase impossível "chutar" um prognóstico de resultado antes da bola rolar.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top