Copa dos Campeões 1990-1991: O título do Estrela Vermelha

Copa dos Campeões 1990-1991 -  Estrela Vermelha


Copa dos Campeões: 1990-1991: Estrela Vermelha Campeão Europeu


Uma Estrela Vermelha brilhou vinda dos Bálcãs, na Copa dos Campeões, no começo da década de 1990. O Milan tentava ganhar seu terceiro título europeu, e era o favorito para vencer esta Copa dos Campeões, contando com jogadores como Baresi, Maldini, Gullit e Van Basten. Mas acabou ficando no meio do caminho. Outros elencos como os de Olimpique de Marselha, Bayern de Munique, Napoli e Real Madrid também eram bem cotados, mas nenhum deles ficou com a taça.

Tudo porque, o Estrela Vermelha surpreendeu a Europa, mostrando a força do Futebol da antiga Iugoslávia, que só declinou após a separação do país em várias Repúblicas. Até hoje, jogadores da ex-Iugoslávia brilham no cenário do futebol Mundial, com Modric, Mandzukic e Edin Dzeko sendo das maiores estrelas do esporte. Mas, nunca mais o futebol daquele lugar teve a mesma força em nível de clubes.

Mesmo contando com Maradona, o Napoli acabou sendo eliminado ainda na segunda fase desta edição, após perder uma disputa por pênaltis após dois empates sem gols contra o Spartak Moscou. Nesta fase, o Estrela Vermelha passou sem problemas pelo escocês Rangers, com um placar agregado de 4 a 1.

Nas quartas de final o clube sérvio passaria sem problemas pelo Dínamo Dresden, após golear por 3 a 0 em casa, e fazer 2 a 1 fora. Ainda nestas quartas de final, o Bayern de Munique eliminou o Porto, o Spartak Moscou surpreendeu o Real Madrid, derrotando de virada os merengues em pleno Santiago Bernabeu por 3 a 1 na volta, após um empate na Rússia. O Milan, após empatar em 1 a 1 em casa com o Olimpique de Marselha, perdia por 1 a 0 na França, e quando a partida estava nos acréscimos, dois dos quatro refletores do estádio apagaram. A energia até retornou quinze minutos depois, mas o Milan não quis voltar para o campo. A UEFA deu a vitória de 3 a 0 para o Marselha, eliminando assim o time Rossonero.








Viriam as semifinais. Na ida, o Estrela Vermelha fez 2 a 1 no Bayern na Alemanha, e o Marselha fez 3 a 1 no Spartak. Na volta, os Franceses venceram novamente os Russos, agora por 2 a 0, e o Estrela Vermelha empatou em 2 a 2 na Iugoslávia. Detalhe, é que o gol de empate do Estrela Vermelha saiu aos 90 minutos, e o autor foi Aughentaler, jogador do Bayern, que marcou contra, após fazer o primeiro do time Bávaro.

A Final aconteceu no acanhado Estádio San Nicola, em Bari,na Itália. O Estrela Vermelha era liderado por nomes como Jugovic, Savicevic, Pancev, Prosinecki e Mihajlovic, mas o Marseille não deixava por menos. Contava com ncraques como Mozer, Abedi Pelé, Waddle e Papin.


As equipes empataram em 0 a 0 no tempo normal, e o jogo foi para as grandes penalidades. O goleiro Stojanovi do Estrela Vermelha foi o grande Herói, após defender a primeira cobrança dos Franceses, efetuada por Amoros. As duas equipes não erraram nenhuma outra cobrança, e coube a Pancev o último arremate do Estrela Vermelha. Ele não desperdiçou, e deu o título europeu à equipe sérvia.


Vídeo da Final:



Ficha Técnica

Finale1991.jpg


Final - Copa dos Campeões 1990-1991: Estrela Vermelha (5) 0 X 0 (3) Marseille


Escalações:



Estrela Vermelha:
Stojanovic; Sabanadlovic, Jugovic, Belodedic, Najdoski, Marović, Savicevic (Stoaic), Prosinecki, Mihajlovic, Binic, Pancev.

Gols nas penalidades: Prosinecki, Binic, Belodedic, Mihajlovic, Pancev


Olimpique de Marselha:
Olmeta, Boli, Mozer, Casoni, Amoros, Fournier (Vercruysse), Germain, Di Meco (Stojkovic), Waddle, Papin (capt), Abedi Pelé.
Tecnologia do Blogger.