Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História




Andrés Palop foi um dos melhores goleiros que o futebol espanhol teve recentemente, e é considerado um dos maiores jogadores da história do Sevilla. Peça fundamental para o bicampeonato da Copa da Uefa nas temporadas 2005/06 e 2006/07, e nesta segunda campanha ele chegou a marcar um gol contra o Shakhtar Donetsk, adversário que o Sevilla reencontra agora, pelas semifinais da Liga Europa 2015-2016.





O duelo do gol de Palop aconteceu em 2007, quando as duas equipes se enfrentaram nas Oitavas de final da competição. A partida de ida do confronto foi disputada no estádio Ramón Sánchez Pizjuán e terminou empatada em 2x2. Um jogo de três pênaltis, onde o Sevilla abriu o placar com Martí, enquanto Hübschman e Matuzalém chegaram a virar para o Shakhtar. Contudo, já no finalzinho da partida, Maresca empatou para os andaluzes, que iam vivos até a Ucrânia tentar buscar a classificação.


A partida de volta aconteceu no Olympiyskiy Stadium, em Donetsk. Após um primeiro tempo sem gols, o segundo tempo pegou fogo. Matuzalém abriu o placar para o Shakhtar, com um golaço de lambreta. O Sevilla empatou com Maresca, de cabeça, mas logo depois, Elano voltou a colocar o Shakhtar em vantagem no marcador. Já no finalzinho do jogo, Palop foi para a área adversária, e de cabeça, empatou heroicamente a partida.




Na prorrogação, o uruguaio Chevantón marcou, e deu a classificação para o Sevilla. Mas o destaque, foi mesmo Palop. Ele se tornou o décimo goleiro a marcar um gol em um jogo de Copa da Uefa. Ele ainda seria fundamental nas quartas, para o Sevilla eliminar Tottenham, e nas semis, onde o Osasuna foi deixado para trás.


A decisão daquela Copa da UEFA aconteceu no Hampden Park, e foi disputada por Sevilla e Espanyol. Após empate em 1x1 no tempo normal (onde Adriano e Riera marcaram balançaram as redes), e na prorrogação (Kanouté e Jônatas deram sequência aos tentos), a partida foi para os pênaltis, e novamente Palop foi herói. Ele defendeu trÊs cobranças da equipe da Catalunha, garantindo o bicampeonato consecutivo ao Sevilla no segundo maior interclubes do continente europeu.


«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top