Atlético de Madrid vence o Bayern no Calderón, com golaço de Saúl

Atlético de Madrid vence o Bayern no Calderón, com golaço de Saúl



Nos últimos anos, vimos o fenômeno do surgimento de uma nova geração de treinadores, inspirados na paixão. Jurgen Klopp, Pochettino, Roberto Martinez e Paco Jemez são alguns dos representantes desta nova classe. Suas equipes não necessariamente atuam da mesma maneira. Alguns preferem dominar com a posse de bola como estilo de jogo, outros as transições rápidas. Mas todos eles colocam o seu espírito nas suas equipes. Contudo, os dois treinadores mais bem sucedidos desta nova geração, são Diego Simeone e Pep Guardiola. Os dois se enfrentaram nesta Quarta-feira, no duelo de ida das semifinais da Champions League 2015/16. Um duelo de apaixonados pelo esporte, que marcam época, cada um da sua maneira.

De uma maneira diferente, Pep Guardiola e Diego Simeone, colocam a sua alma nas equipes que comandam. Enquanto Guardiola prega o jogo de posição característico e o domínio com posse de bola, Simeone empresta o seu espírito guerreiro para um Atlético, que já fez história. Pois no jogo de hoje, a raça de Cholo levou a melhor, e os seus guerreiros colchoneros venceram os pupilos de Pep por 1 a 0.

A vitória do Atlético se deu, por saber neutralizar a principal arma do Bayern: a posse de bola. Com duas linhas de quatro muito bem encaixadas, os comandados de Simeone não deixavam o Bayern circular a bola com tranquilidade ao redor da área. A posse bávara até existia, mas era sufocada. E quando tinha a transição ofensiva, o Atlético era quase sempre perigoso. Assim, abriu o placar logo aos 10 minutos de jogo, numa jogadaça de Saúl. O garoto passou por três jogadores do Bayern e tocou no canto direito de Neuer, que nada conseguiu fazer. Nesta jogada, o jovem espanhol de 21 anos mostrou por conta de qual motivo Cholo apostou nele como substituto de Arda Turan, exibindo sua capacidade associativa, física e de virtuosidade com a bola.

No restante da partida, o Bayern até tentou encontrar uma brecha na defesa colchonera, mas sem sucesso. Só conseguiu levar perigo para Oblak em chutes de fora da área, mas ou parava no goleiro, ou era brecado pela trave. Além de Saúl, também dá para destacar a partida de Augusto Fernandez no Atlético. O argentino, contratado por conta de um pedido de Simeone no começo do ano foi um leão na defesa, impedindo a criação de jogadas por parte do Bayern. Ele já havia se destacado contra o Barcelona, e vai se consolidando como uma peça chave nesta reta final da temporada. Ao lado de Gabi, o argentino anulou a dupla Vidal e Thiago, obrigando o Bayern a lateralizar o jogo, com Xabi Alonso igualmente sufocado.


Tentando sair da parede, Guardiola colocou seu time forçando as jogadas em Douglas Costa e Coman pelos lados, trocando a bola de um lado para o outro com rapidez. A intenção era buscar uma infiltração rápida ou algo por cima, mas a partida perfeita do Atlético defendendo a área dificultou as ações. De fato, o Atlético, pareceu até mais perto do segundo gol do que o Bayern do empate, mas Torres e Griezmann também pararam na trave em dois contragolpes. 

Agora a decisão fica para a próxima terça-feira, na Allianz Arena, em Munique. Um empate ou até derrota por um gol de diferença (desde que marque), leva o Atlético à final. Já o Bayern, se quiser chegar na decisão, precisa vencer por dois ou mais gols de diferença. 




A Estatística: Pep Guardiola tem sete temporadas como treinador profissional. Em todas elas, foi semifinalista da Champions League. 



Você Sabia? O Bayern de Munique é o único clube que pode conquistar a Tríplice coroa  nesta temporada. Se o fizer, vai igualar o Barcelona, até hoje o único clube a conquistar dois tripletes na história.


Tecnologia do Blogger.