Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História




Confira tudo o que Rolou na volta das Oitavas de Final da Champions League


E acabaram as Oitavas de Final da UEFA Champions League. Tivemos um mês de 16 jogos, que definiram as oito equipes que seguem vivas na luta pelo sonho de conquistar a orelhuda. Os favoritos nos oito confrontos avançaram, alguns com facilidade, outros precisando fazer muito esforço. Cada um a sua maneira, Real Madrid, Wolfsburg, Benfica, Paris Saint-Germain, Atlético de Madrid, Manchester City, Barcelona e Bayern de Munique se garantiram lá, e nós mostramos o que rolou em cada duelo abaixo.

Na próxima Sexta-feira, dia 18 de Março, teremos o sorteio dos confrontos das quartas de Final. Serão definidos os quatro confrontos que irão agitar o futebol europeu em abril, e vão definir as quatro equipes que disputarão dois lugares na grande Final, que acontece em Milão, dia 28 de maio.




Wolfsburg não pode com a zebra, e pela primeira vez na história está nas quartas da Champions


HOME - Wolfsburg x Gent - Liga dos Campeões - Luiz Gustavo (Foto: Odd Andersen/AFP)


Julian Draxler foi contratado pelo Wolfsburg para ser o substituto de Kevin de Bruyne, o cara capaz de decidir jogos para a equipe. E neste começo do mata-mata da UEFA Champions League, ele foi decisivo, e conduziu a equipe até as quartas-de-final.

Depois do show na Bélgica, hoje ele fez uma bela jogada individual e deu a assistência para André Schürrle fazer o gol da vitória dos lobos por 1x0 sobre o Gent. Classificação merecida para os alemães no decorrer da eliminatória, até porque os belgas, de um modo geral, decepcionaram na maior parte dos dois confrontos.





HOME - Real Madrid x Roma - Liga dos Campeões - Cristiano Ronaldo e Dzeko (Foto: Javier Soriano/AFP)


Roma não pode com o Real Madrid


O Real Madrid estará nas quartas de Final da UEFA Champions League pela sexta temporada consecutiva. A equipe comandada pelo técnico Zinedine Zidane teve um jogo difícil nesta volta contra a Roma, assim como foi na ida, mas por incrível que pareça, o 4x0 no agregado, deu a classificação com tranquilidade.

A Roma novamente criou diversas oportunidades, mas não soube finalizar. O time novamente ficou atrás, apostando nos contragolpes em velocidade. Salah transformou em um inferno a vida da zaga merengue, jogando nas costas de Marcelo. Do outro lado, El Sharawy atuava espetado em cima de Danilo.

Real Madrid x Roma (foto:JAVIER SORIANO / AFP)

O Real não conseguia encaixar a marcação no meio-campo. Mesmo a inclusão de Casemiro no time não foi garantia de segurança defensiva. Modric se desdobrava na tentativa de armar o jogo e segurar o ímpeto ofensivo romano.

Sem uma referência no ataque madridista, coube a Cristiano Ronaldo fazer o papel de "falso 9". Contudo, ele tinha que sair muito da área para buscar o jogo pois nem sempre a bola chegava da melhor maneira.

Navas ia salvando o Real com defesas fantásticas, e mantendo a sua meta invicta. Mas, quando a Roma ia para o abafa, o jovem Lucas Vázquez entrou no jogo, e mudou a história da partida.

Foi dele a assistência para Cristiano Ronaldo abrir o placar, e jogar um balde de água fria na reação dos romanos. Poucos minutos depois, o próprio Cristiano serviu James Rodriguez para o colombiano fazer o 2x0, fechar o placar e garantir a vitória e a classificação, dando um pouco mais de tranquilidade ao clima no Santiago Bernabéu, que andou pesado após a derrota para o Atlético no dérbi de Madri.

Um momento importante da partida foi quando Francesco Totti entrou em campo, já no final. O Santiago Bernabéu, de pé, aplaudiu o craque de 39 anos. Talvez tenha sido seu último jogo na Champions.

Há alguns anos, Totti recebeu uma proposta para atuar no Real, na época dos Galáticos. Optou por ficar na Roma, o clube dos seus amores. E lá, virou lenda.

Confira abaixo os Gols:












Benfica vence o Zenit na Rússia e está nas quartas de Final da Champions



O Benfica venceu o Zenit de virada por 2x1 na Rússia, e com um 3x1 no agregado, também está garantido nas quartas de Final da UEFA Champions League 2015-2016.

Após um primeiro tempo disputado, as maiores emoções ficaram reservadas para a segunda etapa. O brasileiro Jonas chegou a ficar cara a cara com Lodigyn, mas acabou não conseguindo abrir o marcador, que foi inaugurado logo depois pelo Zenit, pelo também brazuca Hulk, aos 69 minutos. O ex-jogador do Porto arrematou de cabeça após cruzamento de Zhirkov. O 1x0 para o Zenit empatava a eliminatória e levava o jogo para a prorrogação.

Aos 72 minutos, Lindelof, após cobrança de escanteio, cabeceou firme para exigir uma excelente defesa de Lodygin.

Com o jogo aberto, aos 81 minutos Dzyuba chegou a passar por toda a defesa do Benfica, mas parou em Elderson, e não conseguiu aumentar a vantagem russa. Até que logo depois, Gaitán, aos 85 minutos, empatou para o Benfica. Jiménez chutou forte exigiu mais uma grande defesa de Lodygin, e no rebote, o argentino marcou de cabeça.

Ainda houve tempo para o brasileiro Anderson Talisca, receber assistência de Gaitán, e fazer o 2x1 já nos acréscimos, fechando o placar, e colocando o Benfica nas quartas de final da Champions.


Confira os Gols do Confronto:










Chelsea x Psg (foto:GLYN KIRK / AFP)


PSG eliminou o Chelsea, mostrando sua força




O PSG venceu o Chelsea, em Stamford Bridge, por 2x1, e com um 4x2 no agregado se classificou para as quartas de final da UEFA Champions League. Fica difícil de apontar um jogador da equipe que tenha não tenha ido bem na eliminatória, mas vale destacar Zlatan Ibrahimovic. Muitas vezes criticado por não aparecer nos momentos decisivos, ele foi fundamental na vitória de hoje, com uma assistência e um gol. No total, ele participou de três dos quatro gols marcados por sua equipe no confronto, uma de suas melhores, se não a sua melhor performance em um mata-mata de UCL.

Di María também foi muito importante, e pode ser considerado a cereja no bolo do PSG, acrescentado da temporada passada para a atual. Hoje o time de Laurent Blanc não é mais só um novo rico em ascensão, e sim um dos melhores times do continente europeu, se consolidando como um forte candidato a conquistar esta Liga dos Campeões, ainda mais após o triunfo maiúsculo de hoje.


O time da Capital francesa tinha a vantagem, mas mesmo assim abriu o placar com Rabiot, recebendo assistência de Ibrahimovic, na metade da primeira etapa. No finalzinho do primeiro tempo, Diego Costa fez um golaço e chegou a empatar para o Chelsea, renovando as esperanças da torcida londrina.


Precisando vencer para ao menos levar o jogo para as penalidades, os Blues vieram com força total para o segundo tempo, mas acabaram começando a dar espaços para os contragolpes adversários. E foi assim, em uma escapada em velocidade, que o PSG chegou ao segundo gol. Dí Maria apareceu bem na ponta esquerda e cruzou para Ibrahimovic tocar para o fundo das redes, matando a eliminatória de vez. Ibra e cia. apenas seguraram o confronto, administrando o resultado ataque que o árbitro apitasse o final do jogo.


Assim, PSG se junta a Real Madrid, Wolfsburg e Benfica, como uma das quatro equipes já classificadas para as quartas de Final. Na semana que vem conheceremos os outros quatro classificados, e teremos o sorteio dos confrontos.

Confira os gols do Confronto:









Manchester City está nas Quartas da Champions pela primeira vez na História




O Manchester City empatou em 0x0 com o Dínamo de Kiev, no Etihad Stadium, e está nas quartas de final da UEFA Champions League pela primeira vez na história. Na Ucrânia, em fevereiro, os Citizens haviam vencido por 3x1. 


O fato a se lamentar para o torcedor do City foi o fato de os dois titulares da zaga, Otamendi e Kompany, terem saído lesionados de campo, substituídos por Mangala e Demichelis. Neste jogo de hoje, onde as duas equipes entraram em campo conformadas com o 0x0 e sem buscar o gol, não fizeram falta os desfalques. Para os próximos jogos, não ter os dois melhores zagueiros no somatório de forma e qualidade, pode complicar ainda mais a vida do técnico Manuel Pellegrini.

Agora, o City aguarda as quartas de Final. Os citizens possuem um elenco de muita qualidade, e tem condições até de conquistar o título desta UCL. Mas para isto, o time precisa ir além do futebol burocrático que tem praticado, para não dizer deficiente mesmo.

Teoricamente, para ir mais longe, o City deve torcer para adiar confrontos contra as equipes com melhor padrão tático, no caso Barcelona, PSG e Bayern. Possivelmente, o time não seria favorito contra o Real Madrid, mas teria um pouco mais de chances, assim como contra o Atlético. Também na teoria, Wolfsburg e Benfica seriam rivais mais acessíveis, embora as águias venham jogando mais que o City nesta altura da temporada. Vamos aguardar.




Atlético de Madrid passou pelo PSV nos pênaltis



O Atlético de Madrid recebeu o PSV no Vicente Calderón, e mais uma vez passou sufoco nas Oitavas de final da UEFA Champions League. Durante os mais de 120 minutos da eliminatória, o Atlético só foi estar classificado no último momento, quando Juanfran converteu a sua penalidade decisiva. Mais uma vez os Colchoneros precisaram propor o jogo em um mata-mata, e não conseguiram, algo comum após a perda de peças importantes como Diego Costa, Falcão e Arda Turan, ou até mesmo de reservas capazes de mudar um jogo, como Diego Ribas, Sosa e Raúl Garcia. Algo compreensível, mas que Simeone precisará corrigir.


Foi a primeira vez na história da UEFA Champions League que uma eliminatória inteira acabou sem gols, somando os dois jogos e mais a prorrogação. O que fala muito sobre a dificuldade das duas esquipes para atacar durante todo o confronto. No PSV, talvez isto já era esperado. Mas do Atlético de Madrid, um dos favoritos ao título, se cobrava mais.
Contudo

Nas penalidades, foram 16 cobranças, 15 delas convertidas. O triunfo do Atléti por 8x7, se deu apenas após Narsingh acertar o travessão, errando a oitava cobrança do PSV, e Juanfran acertar a sua penalidade decisiva. Uma curiosidade, é que o técnico só PSV, Cocu, substituiu o artilheiro do time, De Jong, aos 118 minutos de partida, justamente para colocar Narsingh em campo ...

Agora, a história será outra para o Atlético na Champions. O time só será favorito se encarar o Wolfsburg nas quartas. Contra qualquer uma das outras oito equipes ainda vivas, entra em igualdade, ou inferioridade. A postura será outra. Os resultados também?


A Disputa por pênaltis





Barcelona vence novamente, e está nas quartas da Champions League.



A eliminatória entre Barcelona e Arsenal não nos proporcionou surpresas e emoções. O Arsenal atuou bem nos dois jogos, e mesmo assim perdeu ambos, porque do outro lado tinha time melhor.

O Barça venceu por 3x1, com gols do trio MSN. Neymar abriu o placar aos 18 minutos de jogo. O Arsenal chegou a empatar com Elneny, mas não conseguiu fazer o seu segundo gol, embora tenha criado algumas oportunidades, pecando demais nas finalizações, e esbarrando nas boas atuações da dupla de zaga do Barcelona (Mascherano-Mathieu) e do goleiro Ter Stegen.

Como quem não faz leva, logo na sequência os Gunners viram um golaço de Suárez recolocar o Barcelona na frente, enquanto Messi, já no finalzinho da partida, fez o terceiro e fechou o placar.


Confira os gols do Jogo:










Bayern 4x2 Juventus: Um Jogo para a História

Bendita seja a Champions League, que nos proporcionou um verdadeiro jogaço entre Bayern de Munique e Juventus. Após o 2x2 em Turim, muita gente dava a Juve como morta, mas a Veccia Signora surpreendeu a todos, e com gols de Pogba e Cuadrado (após jogada Maradoniana de Morata), chegou a estar vencendo por 2x0 durante a maior parte do confronto de hoje na Allianz Arena.

Mas no fim, brilhou a estrela de Pep Guardiola. Nos minutos finais, o técnico colocou Coman em campo, e o garoto ao lado de Doulas Costa proporcionou um inferno ao sistema defensivo bianconero. Com gols de Lewandowski e Thomas Muller, o gigante da Baviera empatou a partida em 2 x 2, e marcou duas vezes na prorrogação, fazendo o 4 x 2, que lhe garantiu a classificação para a as quartas de final da competição. O jogo foi bastante complicado para o time de Pep Guardiola, que não contou com o gripado Arjen Robben. A Juve não teve Chiellini, Dybala e Marchisio e atuou com Mandzukic no sacrifício. Mas com o que tinha cada equipe foi para o campo propondo atuar na sua melhor versão. A Juventus chegou mais perto disto na primeira etapa, avançando as suas linhas de marcação e forçando o erro do Bayern ainda no campo de defesa. Assim, aproveitou uma falha de Alaba, e abriu o placar com Pogba, bem no comecinho do jogo. Ampliou ainda na primeira etapa, após Morata, arrancar do campo de defesa, driblar vários defensores do Bayern, e tocar para Cuadrado fazer o 2x0.

O Bayern pareceu surpreso com a postura da Juve, e até assustado e perdido. Lewandowski não conseguia jogar e acabou anulado pela defesa da Juventus. Não era um jogo fácil para marcar gols. Quando alguém conseguia criar alguma ocasião, Buffon e Neuer não deixavam a bola entrar, praticando vários milagres.

No começo do segundo tempo, a Juventus parecia mais inteira para fazer o terceiro gol do que o Bayern para chegar ao desconto. Mas aos poucos, a Juve foi se retraindo demais, querendo segurar a sua vantagem, e sendo empurrada pela força do Bayern e da Allian Arena, para dentro do seu campo. É difícil resistir a isto, e não teve jeito. Guardiola foi mestre em seu duelo tático com Allegri. Hoje dá para dizer, que ele foi o craque, ao mandar a campo Coman e Thiago. Rasgou a Juventus pelas laterais, e por lá, sobretudo pela direita, o time encontrou espaços para marcar os seus gols.

Primeiro, foi Douglas Costa, quem cruzou na cabeça de Lewandowski, que descontou. Depois, foi Coman, quem cruzou pela direita para Thomas Müller empatar o confronto, e levar a partida para a prorrogação.

No tempo extra, o Bayern esteve mais inteiro, sobretudo emocionalmente. Teve a posse da bola, e chegou a vitória. E com gols de jogadores que começaram no banco, e foram mandados a campo por Guardiola durante o jogo. Primeiro, foi Thiago Alcântara, que havia entrado no lugar de Ribéry, quem fez o 3x2, após tabelar com Thomas Müller e chutar com segurança. O gol fez a Juventus sair para o jogo, e dar espaços para o Bayern matar o confronto. Coman, em lance individual fez o 4x2, derrubando de vez a Juve, que até continuou buscando o gol, mas caiu, de pé.

Um jogão para ninguém botar defeito. Caiu hoje um sério candidato ao título, e segue o Bayern na competição, aguardando agora o seu adversário no sorteio de Sexta-feira.

Confira os gols do Jogo:













«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Top