Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História



Bendita seja a Champions League, que nos proporcionou nesta quarta-feira um verdadeiro jogaço entre Bayern de Munique e Juventus. Após o 2x2 em Turim, muita gente dava a Juve como morta, mas a Veccia Signora surpreendeu a todos, e com gols de Pogba e Cuadrado (após jogada Maradoniana de Morata), chegou a estar vencendo por 2x0 durante a maior parte do confronto de hoje na Allianz Arena.


Mas no fim, brilhou a estrela de Pep Guardiola. Nos minutos finais, o técnico colocou Coman em campo, e o garoto ao lado de Doulas Costa proporcionou um inferno ao sistema defensivo bianconero. Com gols de Lewandowski e Thomas Muller, o gigante da Baviera empatou a partida em 2 x 2, e marcou duas vezes na prorrogação, fazendo o 4 x 2, que lhe garantiu a classificação para a as quartas de final da competição. O jogo foi bastante complicado para o time de Pep Guardiola, que não contou com o gripado Arjen Robben. A Juve não teve Chiellini, Dybala e Marchisio e atuou com Mandzukic no sacrifício. Mas com o que tinha cada equipe foi para o campo propondo atuar na sua melhor versão. A Juventus chegou mais perto disto na primeira etapa, avançando as suas linhas de marcação e forçando o erro do Bayern ainda no campo de defesa. Assim, aproveitou uma falha de Alaba, e abriu o placar com Pogba, bem no comecinho do jogo. Ampliou ainda na primeira etapa, após Morata, arrancar do campo de defesa, driblar vários defensores do Bayern, e tocar para Cuadrado fazer o 2x0.

O Bayern pareceu surpreso com a postura da Juve, e até assustado e perdido. Lewandowski não conseguia jogar e acabou anulado pela defesa da Juventus. Não era um jogo fácil para marcar gols. Quando alguém conseguia criar alguma ocasião, Buffon e Neuer não deixavam a bola entrar, praticando vários milagres.

No começo do segundo tempo, a Juventus parecia mais inteira para fazer o terceiro gol do que o Bayern para chegar ao desconto. Mas aos poucos, a Juve foi se retraindo demais, querendo segurar a sua vantagem, e sendo empurrada pela força do Bayern e da Allian Arena, para dentro do seu campo. É difícil resistir a isto, e não teve jeito. Guardiola foi mestre em seu duelo tático com Allegri. Hoje dá para dizer, que ele foi o craque, ao mandar a campo Coman e Thiago. Rasgou a Juventus pelas laterais, e por lá, sobretudo pela direita, o time encontrou espaços para marcar os seus gols.

Primeiro, foi Douglas Costa, quem cruzou na cabeça de Lewandowski, que descontou. Depois, foi Coman, quem cruzou pela direita para Thomas Müller empatar o confronto, e levar a partida para a prorrogação.

No tempo extra, o Bayern esteve mais inteiro, sobretudo emocionalmente. Teve a posse da bola, e chegou a vitória. E com gols de jogadores que começaram no banco, e foram mandados a campo por Guardiola durante o jogo. Primeiro, foi Thiago Alcântara, que havia entrado no lugar de Ribéry, quem fez o 3x2, após tabelar com Thomas Müller e chutar com segurança. O gol fez a Juventus sair para o jogo, e dar espaços para o Bayern matar o confronto. Coman, em lance individual fez o 4x2, derrubando de vez a Juve, que até continuou buscando o gol, mas caiu, de pé.


Um jogão para ninguém botar defeito. Caiu hoje um sério candidato ao título, e segue o Bayern na competição, aguardando agora o seu adversário no sorteio de Sexta-feira.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Top