Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História




Vivemos na era da imprensa que caça cliques, visualizações, compartilhamentos, curtidas. O jornalismo de resultado, que não visa geralmente um bom trabalho, mas sim números. Também há quem apenas copie o que o sensacionalista publicou, também em busca de popularidade nas redes sociais. No futebol, com toda a paixão que o mesmo envolve, a situação parece ser ainda pior.


Assim, um atleta de declarações polêmicas, como Piqué, Daniel Alves ou Cristiano Ronaldo, pode ter facilmente uma de suas frases distorcidas, apenas para gerar maior popularidade para um meio de comunicação. Há quem adore, pegar apenas o pedaço de uma frase, sem ler ou ouvir uma entrevista inteira, aumentar um ponto, como sempre faz quem conta um conto, e sair publicando por aí.


Neste Sábado, Cristiano Ronaldo foi vítima do jornalismo caça-cliques. Quer uma vítima melhor do que o cara que se especializou em quebrar recordes? Pois foi divulgado na rede uma suposta declaração em que Cristiano Ronaldo falava "Se todos os outros jogadores do Real estivessem no meu nível, estaríamos no primeiro lugar da Liga". A frase, em que CR7 se dizia superior aos colegas do Real Madrid, teria sido dita na coletiva após a derrota por 1x0 para o Atlético de Madrid, no dérbi madrilenho disputado neste Sábado no Santiago Bernabeú.

Na realidade, Ronaldo havia dito o seguinte: "É impossível ganhar uma competição longa, sem os melhores jogadores do elenco no seu 100%, como Bale e Benzema. Se todos estivessem no meu nível (físico), estaríamos no primeiro lugar". Claramente, ele estava falando que se os jogadores estivessem no seu mesmo nível físico, ou seja, sem lesões, o Real estaria brigando pelo título com o Barcelona e o Atlético em maior igualdade.


Foi muito mais uma crítica a preparação Física, ao departamento médico e a montagem do elenco, do que um ato de soberba. Com o elenco 100%, o Real estaria em 1°? Não se sabe. Mas na prática, a declaração foi totalmente distorcida.

Ronaldo divulgou uma nota, explicando o fato: "As minhas declarações após o jogo foram mal interpretadas. Não quis dizer que sou melhor do que os meus companheiros. Referia-me à parte física e às lesões. Refiro-me ao nível físico, não ao nível técnico. Não sou melhor que nenhum dos meus companheiros", explicou.



Cristiano Ronaldo tem atuado há mais de uma década como um dos melhores jogadores de futebol do planeta. Seus números trazem uma cobrança muito forte sobre ele, e muitas vezes injusta, pois o futebol é um esporte coletivo. Não é o Ronaldo quem ganha, ou quem perde um jogo,  e sim o time como um todo. E em uma temporada onde o Real passa longe de viver o melhor momento, os "haters" de Cristiano Ronaldo fazem a festa. Vamos aguardar o decorrer das semanas para ver como as coisas ficam, e acima de tudo como será a continuidade de CR7 no Bernabeú.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top