PSG e Chelsea fizeram um jogo de propostas diferentes, e o resultado não agradou nenhum dos lados






PSG e Chelsea fizeram um bom jogo nesta Terça-feira no Parque dos príncipes, na partida de ida das Oitavas de Final da UEFA Champions League 2015-2016. Enquanto os franceses, desde o início tiveram a bola e buscaram o controle das ações, tentando sempre empurrar o Chelsea para dentro de seu próprio gol, os ingleses claramente procuraram se defender, e apostar nos contragolpes em velocidade. E especialmente na primeira hora de jogo, as duas equipes executaram bem as suas propostas, e criaram chances exigindo muito dos dois goleiros, Trapp e Courtois. Somente nos trinta minutos finais, o Chelsea deixou de contra -atacar com qualidade, e o PSG foi amplamente superior. Por esta parte da partida, da para dizer que o time de Laurent Blanc tem muito a lamentar, até porque a vitória por 2x1, tendo sofrido gol e levando apenas a vantagem miníma para Londres não é bom. O Chelsea também poderia ter saído de Paris sem ser derrotado pelo que fez no primeiro tempo, mas pelo que não fez nos minutos finais, pode considerar o fato de jogar em casa por um simples 1x0, uma opção muito boa.



Blanc acertou ao escalar Lucas como titular, mas talvez tenha errado um pouco ao colocar Thiago Motta no meio. Enquanto ex-São Paulino, apesar de ter errado muito, foi bastante participativo e atormentou demais o sistema defensivo do Chelsea, o ítalo-brasileiro até não fez um jogo ruim, mas alguém com um passe mais qualificado e criatividade teria ajudado o PSG na sua proposta. Neste sentido, ter optado por Marquinhos no lugar do excluído Aurier também não foi uma boa. Se pela esquerda, os avanços com Maxwell funcionaram bem, pela direita o PSG quase não atacou com sucesso. Baba Rahman, que atuou na lateral-esquerda do Chelsea, controlou dentro da medida do possível bem as ações parisienses por lá. Foi justamente quando Dí Maria passou para o outro lado, que o panorama do jogo se inverteu, e o PSG amassou o Chelsea em seu campo.


O Paris Saint-Germain abriu o marcador aos 40 minutos de jogo, em lance onde Ibrahimovic cobrou falta, a bola desviou em Obi Mikel e matou qualquer chance de defesa do goleirão Courtois. Já nos acréscimos da primeira etapa, o próprio Obi Mikel tratou de empatar a partida, após uma cobrança de escanteio, marcando um gol que pode valer ouro para a sua equipe.


No segundo tempo, o PSG manteve o domínio. Quando conseguia contra-atacar, o Chelsea invariavelmente parava em Trapp. Courtois também conseguia parar o PSG do outro lado, mesmo sendo muito pressionado. 


Di María, como já dito, foi melhor posicionado em campo por Blanc na segunda etapa, e fez uma partida realmente brilhante. O argentino, em um lance de muita visão de jogo, conseguiu achar o uruguaio Edinson Cavani, que havia entrado no lugar de Lucas Moura, livre, na cara do gol. O matador uruguaio, não perdoou, e deu só um toque por baixo do goleiro Courtois, decretando o triunfo por 2x1 do esquadrão parisiense.



O PSG está quase invicto na temporada. Sofreu apenas uma derrota, para o Real em Madrid, em um jogo onde foi superior. Se perder por 1x0 em Londres, dá adeus à Champions League. Se quiser avançar, muito provavelmente precisará marcar gols, para não tomar susto. O confronto segue com o PSG favorito, mas um Chelsea muito vivo. Em casa, o time precisará atacar mais, e se puder contar com Hazard jogando um pouquinho do que não tem jogado, tem chances sim de avançar, mesmo que a tendência, seja de classificação da equipe francesa.


Vídeo do Jogo:




Ficha Técnica:

PSG 2x1 Chelsea


Escalações:

PSG:
Trapp, Marquinhos, Thiago Silva, David Luiz e Maxwell; Thiago Motta, Verratti (Rabiot, 35'/2ºT) e Matuidi (Pastore, 35'/2ºT); Lucas (Cavani, 28'/2ºT), Di María e Ibrahimovic. Técnico: Laurent Blanc

Chelsea:
Courtois, Azpilicueta, Cahill, Ivanovic e Baba Rahman; Mikel, Fàbregas, Willian, Hazard (Oscar, 25'/2ºT) e Pedro; Diego Costa. Técnico: Guus Hiddink

Local: Parc des Princes, em Paris (FRA)

Data e Horário: 16/02/2016, às 17h45 (de Brasília)

Árbitro: Carlos Velasco Carballo (ESP)

Auxiliares:
Roberto Alonso (ESP) e Juan Yuste (ESP)

Gols:
Ibrahimovic (40'/1ºT), Mikel (45'/1ºT), Cavani (33'/2ºT)

Cartões amarelos:
Ibrahimovic (PSG), Mikel (CHE), Pedro (CHE), Lucas (PSG), David Luiz (CHE)

Cartões vermelhos: -




Tecnologia do Blogger.