Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História




Benfica x Porto: O Clássico português


A maioria dos grandes clássicos envolvem equipes da mesma cidade, mas em alguns países, a rivalidade ultrapassa as fronteiras regionais. O El Clásico na Espanha, o Le Clasique na França, e o Grande Clássico português, são alguns deste exemplos. E é justamente o grande dérbi Nacional de Portugal, o Benfica x Porto, a atração desta Sexta-feira no Futebol Europeu.

De um lado, a Real e iluminada Lisboa, cidade das artes, da cultura e da nobreza, do outro lado Porto, e toda a sua mentalidade revolucionária.

Contudo, a origem dos dois clubes difere desta realidade. Enquanto o Porto foi fundado pela alta classe da indústria dos vinhos e imigrantes ingleses em 1894, passando por um período sem atividades durante 12 anos e sendo refundado em 1906, o Benfica tem origem humilde. O clube surgiu nos fundos de uma farmácia, fundado por um grupo de operários e pequenos comerciantes, em 1904.


O primeiro confronto entre Benfica e Porto aconteceu em 1912 e teve vitória das águias. Apenas oito anos depois é que o Dragão alcançaria o seu primeiro triunfo sobre o rival. Os encontros se tornaram mais rotineiros a partir de 1934, com a criação da Liga portuguesa. 



Apesar de portistas e benfiquistas conquistarem alguns títulos em seus primeiros cinquenta anos de história, coube ao Sporting o domínio do Futebol português até os anos 50. Neste período, algumas curiosidades marcaram a história do hoje maior clássico de Portugal. Em 1942, o Benfica aplicou a maior goleada do confronto sobre o rival, um sonoro 12x2.  Em 1952, o Porto convidou o Benfica para a inauguração do Estádio das Antas, e dois anos depois foi o Porto que compareceu a inauguração do Estádio da Luz.

Se no começo, o Sporting dominava o futebol português, a partir dos anos 50, o Benfica começou a se consolidar como grande força, algo consumado de vez nos anos 60. Ao final da década de 1970, foi o Porto quem se tornou seu grande rival pelo domínio Nacional, e este é o cenário que se vê até hoje.

De 1978 para cá, Porto e Benfica conquistaram praticamente todas as edições da Primeira Liga portuguesa, exceção feita à cinco títulos do Sporting e um título do Boavista, na temporada 2000-2001. O Benfica é o clube português com mais títulos nacionais (73), sendo 34 Campeonatos portugueses, 25 copas de Portugal e 6 Copas da Liga, sendo o único clube lusitano a ter ganho os quatro títulos nacionais possíveis, quando em 2014 venceu também a Supercopa. Também venceu a Liga dos Campeões da UEFA nas temporadas 1960-1961 e 1961-1962, e uma taça Latina nos anos de 1950.

O Porto, já conquistou 27 títulos da Primeira Liga portuguesa, 16 títulos da Copa de Portugal, 20 títulos da Supercopa, a Liga dos Campeões da Europa em 1986–1987 e 2003–2004, a Copa da UEFA/Liga Europa em 2002–2003 e 2010–2011, a Supercopa da UEFA em 1987 e o Mundial de Clubes em 1987 e 2004.

Após um longo período de pouca expressão portuguesa na Europa,  em 1983 o Benfica chegou na final da Copa da UEFA, mas acabou derrotado pelo Anderlecht; no ano seguinte o Porto chegou à sua primeira final europeia (na extinta Recopa européia), mas acabou sendo derrotado pela Juventus. Em 1987-1988 e 1989-1990, o Benfica voltou a jogar a decisão da Liga dos Campeões, mas contudo perdeu as duas finais para PSV e Milan, respectivamente.

No total, são quase quatro décadas de supremacia de águias e dragões na pátria mãe, e a cada duelo entre os dois, o país e o Mundo param para observar mais uma parte de uma longa história, com vários capítulos a serem escritos.

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top