Copa do Mundo de 2010 - A primeira Taça da Espanha

 Copa do Mundo de 2010 - Espanha




A Copa do Mundo de 2010 foi a 19º da história e a primeira a ser realizada em solo africano. Ela ficou marcada como a Copa da Favorita. A Copa da Fúria. A Espanha já tinha feito uma grande primeira fase na Copa do Mundo de 2006, mas parou na França de Zidane, sendo que quatro anos antes, foi "roubada" na eliminação para a Coreia do Sul. Sabendo que o trabalho estava sendo bem feito, o técnico Luís Aragonés manteve a base da Copa de 2006 para a Eurocopa de 2008, e foi premiado com o Título.


Campeã europeia, a Espanha chegou como favorita à Copa do Mundo de 2010. O time campeão europeu foi ainda mais reforçado para a Copa, com atletas como o zagueirão Pique e o volante Busquets. Vários destes jogadores eram oriundos do Barcelona, clube que dominava o Futebol Europeu com seu jogo de posição e magia, características que a Seleção Espanhola também carregava.


Os Espanhóis, após um susto em uma derrota na estréia para a Suíça, jogaram com concentração e precisão extrema na sequência. Venceram Honduras (2 a 0) e Chile (2 a 1), e encerram a primeira fase na liderança da sua chave. A partir daí, a Espanha tratou de controlar a posse da bola em todos os jogos, pois o mata-mata não tem espaço para erros, e muito menos para "amareladas". O tiki-taka passou a ser usado, muito para mascarar problemas estruturais do time, mas foi a única arma encontrada.


O mascote Zakumi apresenta os ônibus das seleções (Foto: Zé Gonzalez  / GLOBOESPORTE.COM)





As vitórias magras por 1 a 0 sobre Portugal e Paraguai, garantiram a Fúria nas Semi-Finais, onde iria encarar a Alemanha, sensação da Copa e que havia vencido a Argentina de Tevez e Messi nas quartas-de-final, por 4 a 0. Com pinta de campeã e jogando como tal, a Espanha, venceu, novamente por 1 a 0, com um gol de cabeça do Capitão Puyol, e chegou assim à final, onde encarou a Holanda.


Após um jogo muito disputado, por duas equipes que sabiam tratar bem a bola, a final terminou empatada sem gols no tempo normal,e foi para a prorrogação. Uma imagem que entrou para a história das Copas foi o bizarro pontapé do volante holandês De Jong no peito do Espanhol Xabi Alonso. Eventos à parte, a Espanha venceu na prorrogação, com um gol de Iniesta, conquistando a sua primeira Copa do Mundo, e entrando para a seleta galeria de Seleções campeãs mundiais, como o 8 º membro.





Dois outros fatos marcaram esta Copa: a atual Campeã Itália, caiu logo na primeira fase, empatando duas vezes, com Paraguai (1 a 1) e Nova Zelândia (1 a 1), e sendo derrotada pela Eslováquia (3 a 2).

O destaque positivo ficou por conta do Uruguai, que após uma campanha surpreendente, chegou nas quartas de final, onde encarou Gana. A partida estava empatada em 1 a 1 até o final da prorrogação. Foi quando o atacante uruguaio Suárez cortou bola com a mão sobre a linha do gol, e foi expulso. O ganês Asamoah Gyan, no entanto, desperdiçou a cobrança, e a partida foi para as penalidades. Lá, o Uruguai avançou com uma vitória por 4 a 2, que contou até com cavadinha de Loco Abreu.




Resultados da Copa do Mundo de 2010:




Grupo A


11/06 11:00 África do Sul 1 x 1 México

11/06 15:30 Uruguai 0 x 0 França

16/06 15:30 África do Sul 0 x 3 Uruguai

17/06 15:30 França 0 x 2 México

22/06 11:00 México 0 x 1 Uruguai

22/06 11:00 França 1 x 2 África do Sul



Grupo B


12/06 11:00 Argentina 1 x 0 Nigéria

12/06 08:30 Coréia do Sul 2 x 0 Grécia


17/06 11:00 Grécia 2 x 1 Nigéria

17/06 08:30 Argentina 4 x 1 Coréia do Sul

22/06 15:30 Nigéria 2 x 2 Coréia do Sul

22/06 15:30 Grécia 0 x 2 Argentina



Grupo C


12/06 15:30 Inglaterra 1 x 1 Estados Unidos

13/06 08:30 Argélia 0 x 1 Eslovênia

18/06 11:00 Eslovênia 2 x 2 Estados Unidos

18/06 15:30 Inglaterra 0 x 0 Argélia

23/06 11:00 Eslovênia 0 x 1 Inglaterra

23/06 11:00 Estados Unidos 1 x 0 Argélia



Grupo D


13/06 15:30 Alemanha 4 x 0 Austrália

13/06 11:00 Sérvia 0 x 1 Gana

18/06 08:30 Alemanha 0 x 1 Sérvia

19/06 11:00 Gana 1 x 1 Austrália

23/06 15:30 Gana 0 x 1 Alemanha

23/06 15:30 Austrália 2 x 1 Sérvia



Grupo E


14/06 08:30 Holanda 2 x 0 Dinamarca

14/06 11:00 Japão 1 x 0 Camarões

19/06 08:30 Holanda 1 x 0 Japão

19/06 15:30 Camarões 1 x 2 Dinamarca

24/06 15:30 Dinamarca 1 x 3 Japão

24/06 15:30 Camarões 1 x 2 Holanda



Grupo F


14/06 15:30 Itália 1 x 1 Paraguai

15/06 08:30 Nova Zelândia 1 x 1 Eslováquia

20/06 08:30 Eslováquia 0 x 2 Paraguai

20/06 11:00 Itália 1 x 1 Nova Zelândia

24/06 11:00 Eslováquia 3 x 2 Itália

24/06 11:00 Paraguai 0 x 0 Nova Zelândia



Grupo G


15/06 11:00 Costa do Marfim 0 x 0 Portugal

15/06 15:30 Brasil 2 x 1 Coréia do Norte

20/06 15:30 Brasil 3 x 1 Costa do Marfim

21/06 08:30 Portugal 7 x 0 Coréia do Norte

25/06 11:00 Portugal 0 x 0 Brasil

25/06 11:00 Coréia do Norte 0 x 3 Costa do Marfim



Grupo H


16/06 08:30 Honduras 0 x 1 Chile

16/06 11:00 Espanha 0 x 1 Suíça

21/06 11:00 Chile 1 x 0 Suíça

21/06 15:30 Espanha 2 x 0 Honduras

25/06 15:30 Chile 1 x 2 Espanha

25/06 15:30 Suíça 0 x 0 Honduras



Oitavas-de-final


26/06 11:00 Uruguai 2 x 1 Coréia do Sul

26/06 15:30 Estados Unidos 1 x 2 Gana

27/06 11:00 Alemanha 4 x 1 Inglaterra

27/06 15:30 Argentina 3 x 1 México

28/06 11:00 Holanda 2 x 1 Eslováquia

28/06 15:30 Brasil 3 x 0 Chile

29/06 11:00 Paraguai 0 x 0 (5x3) Japão

29/06 15:30 Espanha 1 x 0 Portugal



Quartas-de-final



02/07 11:00 Holanda 2 x 1 Brasil

02/07 15:30 Uruguai 1 x 1 (4x2) Gana

03/07 11:00 Argentina 0 x 4 Alemanha

03/07 15:30 Paraguai 0 x 1 Espanha



Semifinal


06/07 15:30 Uruguai 2 x 3 Holanda

07/07 15:30 Alemanha 0 x 1 Espanha



Decisão do 3º lugar



10/07 15:30 Uruguai 2 x 3 Alemanha



Ficha Técnica da Final 


Holanda 0 x 1 Espanha

Holanda: Stekelenburg; Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen, Van Bronckhorst (Braafheid, aos 15'/1° tempo prorrogação); Van Bommel, De Jong (Van der Vaart, aos 9'/1° tempo prorrogação), Sneijder; Kuyt (Elia, 25'/2°.T), Van Persie e Robben. Técnico: Bert Van Marwijk


Espanha: Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puuyol, Capdevilla; Xabi Alonso (Cesc Fabregas, 42'/2ºT), Busquets, Xavi, Iniesta; Pedro (Jesús Navas, 15'/2°T) e Villa (Torres, intervalo da prorrogação). Técnico: Vicente del Bosque


Local: Estádio Soccer City, em Johanesburgo, África do Sul

Data: Domingo, 11 de julho de 2010, às 15h30 (de Brasília)

Árbitro: Howard Webb (ING); Assistentes: Darren Cann e Michael Mullarkey (ambos da Inglaterra)

Público: 84.490 pagantes

Cartões amarelos: De Jong, Van Persie, Van Bommel, Van Bronckhorst, Heitinga, Robben, Van der Wiel, Mathijsen (HOL); Puyol, Sergio Ramos, Capdevilla, Xavi (ESP)

Cartão vermelho: Heitinga, aos 4 minutos do segundo tempo da prorrogação

Gol: Iniesta, aos 12 minutos do segundo tempo da prorrogação

Tecnologia do Blogger.