Guia da Champions League 2015-2016: Dínamo Kiev




Se no final dos anos 90 o Dínamo Kiev tinha Shevchenko e chegou à semifinal da UEFA Champions League na temporada 1998/99, eliminando o Real Madrid nas quartas e metendo medo em toda a Europa, hoje a realidade é bem diferente, e boa parte desta qualidade, ficou para o passado. Porém, o respeito ao clube ainda é algo fundamental. Afinal, não é qualquer equipe que desbanca o Shakhtar Donetsk , conquistando a Premier League ucraniana, após cinco anos de hegemonia do rival.


E é justamente um dos expoentes daquele histórico Dínamo Kiev dos anos 90 que comanda a equipe neste retorno aos grupos da UEFA Champions League: Sergiy Rebrov. O mercado do Dínamo foi de várias perdas, sendo as mais lamentada a do atacante holandês Lens e a do centroavante congolês Mbokani. O maior reforço, no entanto, foi a permanência de Yarmolenko, que mesmo cobiçado por meia europa permaneceu na equipe.

A tendência é que o Dínamo termine na terceira colocação desta chave G, mas surpreender o Porto, ou mesmo o Chelsea, que não começa bem a temporada, não é de tudo impossível.


Time base: Rybka, Danilo Silva, Khacheridi, Dragovic e Vitorino Antunes; Gusev e Rybalka; Yarmolenko, Belhanda e Derlis González; Júnior Moraes. Técnico: Sergiy Rebrov



Vem:

Mykola Morozyuk (Metalurg Donetsk)
Radosav Petrovic (Genclerbirligi)
Niko Kranjcar  (Queens Park Ranger)
Derlis González (Basel/SUI)
Júnior Moraes (Metalurg Donetstk)


Vai: 

Evgen Selin (Platanias)
Betão (Évian)
Ognjen Vukojevic (Austria Viena
Andriy Tsurikov (Goverla)
Lukman Haruna (Anzhi)
Mbokani (Norwich)
Lens (Sunderland)





Lista de inscritos para a Champions League 2015/2016:




Tecnologia do Blogger.