Copa do Mundo de 1938 - Itália Bicampeã





Em 1938, a Segunda Guerra Mundial já batia na porta da Humanidade. Hitler já reinava na Alemanha, e Mussolinni na Itália. A Alemanha de Hitler, aliás, já havia anexado a Áustria, país da então melhor seleção de futebol do Mundo, em março daquele ano. Três países se candidataram para ser a sede da Copa do Mundo de 1938. A Alemanha, que organizou os Jogos Olímpicos de 1936, a Argentina e a França, que por fim abrigou o terceiro Mundial da História.

O então presidente da FIFA, Jules Rimet, via o sonho de seu país, a França, organizar um Mundial de futebol virar realidade. Mas a 3ª edição do Copa do Mundo da FIFA se viu sem várias seleções importantes, como a Espanha, mergulhada em uma Guerra Civil, a Áustria impedida de jogar devido à invasão alemã, a Inglaterra, que seguia se negando a atuar em competições organizadas pela FIFA, e a Argentina e o Uruguai também não se propuseram a ir ao Mundial. Os dois países sul-americanos, alegavam que com a escolha da França como sede, o rodízio de continentes estabelecido anteriormente havia sido quebrado. Após o Mundial de 1930 ocorrer no Uruguai, e o de 1934 na Itália, a Copa do Mundo de 1938 deveria ocorrer na Argentina, voltando às Américas. Mas não foi isto que ocorreu.

Mesmo com o planeta em crise, e a beira de uma Guerra Mundial, a Copa do Mundo de 1938 foi de muitos gastos, com uma grande inversão de dinheiro. Com a Áustria fora de última hora, apenas 15 seleções participaram dela: Alemanha, Checoslováquia, Itália, Suécia, Bélgica, França, Noruega, Suíça, Brasil, Hungria, Romênia, Holanda, Índias Orientais (hoje Indonésia), Cuba e Polônia. A Copa teve jogos nas cidades de Estrasburgo, Le Havre, Toulouse, Marselha, Bordeux, Antibes, Reims e Paris.

Apesar das dificuldades financeiras, do clima, e da ausência de várias seleções, o nível técnico da Copa do Mundo foi bom. Logo na primeira fase, a Alemanha, mesmo reforçada por jogadores da Áustria, invadida por ela, caiu diante da Suíça, de Amado, Bickel e Ableglen. Após um empate em 1 a 1, tivemos um jogo desempate, já que não havia disputa por penalidades na época. E nele, o selecionado helvético derrotou o germânico por 4 a 2.

A anfitriã  França, eliminou a Bélgica, vencendo por 3 a 1, enquanto o Brasil conseguiu uma espetacular vitória por 6 a 5 sobre a Polônia, num jogo onde se destacaram o brasileiro Leônidas, e o polonês Willimowski, autores de quatro gols cada um. A grande surpresa, contudo, foi Cuba eliminar a Romênia, após um empate em 3 a 3, e uma vitória dos caribenhos por 2 a 1 no jogo desempate.

Enquanto isto, em Marselha, a Itália do técnico Vittorio Pozzo derrotava a Noruega por 2 a 1. A Hungria não teve problemas para eliminar as Índias Holandesas com um 6 a 0, enquanto a Checoslováquia fez 3 a 0 na Holanda, e a Suécia qualificou-se sem entrar em campo, já que a Áustria não pode participar do certame.


No dia 12 de Junho de 1938, em Toulouse, o Brasil travou uma batalha épica contra a Checoslováquia. O jogo foi muito violento, com os tchecos acabando o jogo com oito jogadores em campo, e o Brasil com nove. O goleiro tcheco inclusive teve de deixar o campo, lesionado. O jogo terminou empatado em 1 a 1, e só foi decidido na partida desempate, com vitória brasileira por 2 a 1. Enquanto isto, a Hungria eliminava a Suíça, em Lille, com vitória por 2 a 0, e a Suécia fazia 8 a 0 em Cuba. Em Paris, a Itália fez 3 a 1 na França em um jogão, eliminando os anfitriões de seu torneio.

Nas semi-finais, a Itália, em Marselha, derrotou o Brasil por 2 a 1. No outro lado, a Hungria fez 5 a 1 na Suécia. O Brasil venceu a disputa do terceiro lugar, e fez a sua melhor campanha em Copas até então. A Itália ainda era muito forte. O elenco ainda contava com o craque Meazza, perdeu algumas peças, mas foi reforçado pelo artilheiro Piola. Estava pronto para fazer história, se tornando o primeiro país a conquistar a Copa do Mundo duas vezes.

A Final da Copa do Mundo de 1938 foi disputada em um lotado estádio Olympique de Colombes, em Paris, e contou com um grande duelo entre Itália e Hungria. A partida foi muito movimentada, e cheia de gols. Colaussi abriu o placar para a Azzurra  aos 6 minutos de jogo, mas Titklos empatou aos 8 minutinhos. Piola voltou a colocar a Itália em vantagem aos 16, enquanto ampliou aos 35 minutos. A Hungria descontou com Sarosi, aos 15 minutos do segundo tempo. A definição do vencedor veio aos 37 minutos, quando Piola fez o gol do 4 a 2 para a Itália, decretando o placar final.


Resultados da Copa do Mundo de 1938



Oitavas

04/06 - Suíça 1 x 1 Alemanha
09/06 - Suíça 4 x 2 Alemanha
05/06 - Cuba 3 x 3 Romênia
09/06 - Cuba 2 x 1 Romênia
05/06 - Checoslováquia 3 x 0 Holanda
05/06 - * Suécia x Áustria * não houve partida
 porque a Áustria foi anexada a Alemanha em março de 1938
05/06 - França 3 x 1 Bélgica
05/06 - Hungria 6 x 0 Índias Holandesas
05/06 - Itália 2 x 1 Noruega
05/06 - Brasil 6 x 5 Polônia


Quartas-de-final


12/06 - Itália 3 x 1 França
12/06 - Suécia 8 x 0 Cuba
12/06 - Hungria 2 x 0 Suíça
12/06 - Brasil 1 x 1 Checoslováquia
14/06 - (*) Checoslováquia 1 x 2 Brasil

Semifinal


16/06 - Hungria 5 x 1 Suécia
16/06 - Itália 2 x 1 Brasil


Disputa pelo 3º Lugar


19/06 - Brasil 4 x 2 Suécia


Final


19/06/1938


Itália 4 x 2 Hungria


Escalações:

Itália: Olivieri; Foni, Rava, Serantoni, Andreolo, Locatelli, Meazza, Piola, Ferrari e Colaussi. Técnico: Vittorio Pozzo

Hungria: Szabo; Polgar, Biró, Szalay, Szucs, Lazar, Sas, Vincze, Titkos, Sárosi e Zsengellér. Técnico: Alfred Schaffer

Artilheiros: Leônidas (Brasil) - 7 gols




Tecnologia do Blogger.