Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História

Copa dos Campeões 1961/1962 : Benfica de Eusébio

 

A Europa acabava de sair do Domínio do Real Madrid, que havia ganho as cinco primeiras edições da Copa dos Campeões, e via o surgimento do grande Benfica, que havia ganho a edição anterior da competição, a sexta a ser realizada. A edição da temporada 1961-1962 do maior interclubes da Europa, ficaria guardada para a história como uma das maiores de todos os tempos. Alguns dos maiores jogadores da História do futebol Mundial brilhariam no torneio, que culminaria em uma Final sensacional, onde um Gênio passaria para o outro o trono do Futebol Europeu.


A temporada 1961-1962 marcou a afirmação de Eusébio como um dos maiores gênios do Futebol Mundial. Com atuações fantásticas, o "Pantera Negra" conduziu o Benfica até a final da Liga dos Campeões. O time de Lisboa eliminou nas oitavas de final o Áustria Vienna. No primeiro jogo, um empate em 1 a 1, e na volta, goleada em casa por 5x1, com dois gols de Santana e dois de Águas e um de Eusébio. Nas quartas de final, o Benfica já começava a fazer história, ao eliminar o forte time campeão alemão do Nuremberg. O esquadrão Germânico venceu por 3 a 1 em casa, mas viu o Benfica lhe aplicar um sonoro 6 a 0 em Portugal, com um gol de Águas, dois de Eusébio, um de Coluna e dois de Augusto.
 


Na semi-final, o Benfica encararia o Forte time do Tottenham, campeão Inglês. Os Spurs haviam eliminado o KS Górnik Zabrze, o Feyenoord e o Dukla de Praga, fortíssima equipe da antiga Thecoslováquia na época, que hoje tem o nome de FC Príbram. No jogo de ida, o Benfica venceu por 3 a 1 em Lisboa, com gols de Simões e Augusto (este marcou duas vezes). Na volta na Inglaterra, o Tottenham fez 2 X 1, placar insuficiente para impedir as águias de chegarem à final.


O Olympisch Stadium, em Amsterdam, na Holanda, no dia 02 de maio de 1962, recebeu uma das mais fantásticas finais de Liga dos Campeões de todos os tempos. De um lado, o atual Campeão Benfica. Do outro, os merengues do Real Madrid, que ainda contavam no seu elenco, com jogadores como Luis Del Sol, Di Stéfano e Puskás.


Uma curiosidade é que o Real Madrid não jogou este jogo de branco, e sim de Lilás. Com um hat-trick de Puskás, os merengues terminaram o primeiro tempo vencendo por 3 X 2. Entretanto, a reação dos portugueses na etapa complementar foi sensacional. Mário Coluna empatou e Eusébio com dois gols, virou a partida. Era o segundo título Europeu da História das águias.


Di Stéfano era o grande ídolo de Eusébio. Quando esta final acabou, ele foi correndo até o argentino, e pediu sua camisa. O ídolo dos Blancos a entregou, como se estivesse entregando a coroa de melhor jogador da Europa. Eusébio correu para a massa encarnada, sendo coroado como o maior jogador da história do time do Estádio da Luz.



Vídeo da Final:





Ficha Técnica :

Final: Copa dos Campeões 1961-1962 : Benfica 5 x 3 Real Madrid

Escalações:

Benfica: Pereira, Joao, Germano, Angelo, Cavem, Cruz, Jose Augusto, Eusebio, Aguas, Coluna, Simoes

Real Madrid: Araquistain, Casado, Santamaria, Miera, Felo, Pachin, Tejada, del Sol, Di Stefano, Puskas, Gento 


Gols: Eusebio (2x), Aguas, Cavem, Coluna (Benfica) Puskas (3x) (Real Madrid)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top