Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História


Champions League 2005-2006: O Barcelona de Ronaldinho Gaúcho conquista a Europa



Há quem não conheça a real história do futebol Espanhol, e pense que a vida de Real Madrid e Barcelona sempre foi um mar de rosas. Pois quem pensa assim, está redondamente enganado. No começo dos anos 2000, o Barcelona passou por a sua última grande crise, mesmo que a Espanha vivesse um bom período financeiro, e as equipes espanholas fizessem boas campanhas em torneios da UEFA.


Neste período, o clube chegou a ficar ausente da Champions League, o que pode ser letal para as finanças de um grande europeu. Isto obrigou os catalães a se reinventarem. Contudo, em 2003, um fato mudaria completamente a história do Barcelona: a contratação de Ronaldinho Gaúcho. Um atleta midiático e com domínio de bola fantástico, que aliado a forma como Frank Rijkaard, comandante do Barça na época, montou a equipe para ele render da melhor forma possível, entrou para a história do Futebol, recolocando o clube blaugrana entre os maiores do mundo.

Na temporada 2004/05, a Liga dos Campeões contava com várias equipes de qualidade. Valência, Manchester United, Real Madrid e Chelsea, eram alguns dos esquadrões que desfilavam sua qualidade nos melhores gramados da Europa. E foi justamente o Chelsea, o algoz do Barcelona nesta Liga dos Campeões, ao eliminar os Culés nas oitavas de final, após dois jogões e atuações históricas de Ronaldinho Gaúcho.

No Campeonato Espanhol desta temporada porém, a situação seria diferente. Após perderem La Liga para o surpreendente Valência na temporada anterior, Real Madrid e Barcelona fizeram um pega sensacional pela taça. Se o Real Madrid contava com seu time de Gálaticos, como Zidane, Raul, Beckham e Ronaldo, o Barça contava com seus craques também, sobretudo no quarteto de frente: Deco, Ronaldinho, Giuly e Samuel Eto'o. Com entrosamento sensacional deste quarteto, o Barcelona levaria a taça, e  voltaria a Liga dos Campeões na temporada seguinte.

Na fase de grupos da Champions League 2005/06, o Barcelona ficou em uma chave com Udinese, Werder Bremem e Panathinaikos. O time avançou com tranquilidade, em primeiro lugar. Nas oitavas, reencontrou o Chelsea, e desta vez a história foi bem diferente daquela vista na temporada 2004/05.

Nestas oitavas de final, um novo mito surgiria no futebol: Lionel Messi. Ele seria fundamental na vitória do Barcelona em Londres por 2 X 1, embora fosse perder o resto da competição por causa de uma grave lesão. A partir daí, Ronaldinho é quem comandaria os blaugranas rumo ao topo.

Com um golaço dele, o Barça empataria o jogo de volta no Camp Nou em 1 X 1, eliminando os Blues da competição. O adversário nas quartas foi o Benfic. O Barcelona eliminou os portugueses, com um 0 X 0 em Portugal e uma vitória por 2 X 0 no Camp Nou.

Na semi-final, o Barça eliminou o Milan, com uma vitória por 1 X 0 no San Siro, graças a um gol de Giuly após passe genial de Ronaldinho Gaúcho, e um empate em 0 X 0 no Camp Nou. A equipe catalã estava assim se garantindo na final contra o Arsenal, de Thiery Henry, que na outra semi-final, eliminou o inesquecível Villarreal de Riquelme.


Na final do Stade de France, o Arsenal saiu na frente, com um gol de cabeça do zagueiro Campbell.
Os Gunners fizeram uma marcação especial e muito efetiva em cima de Ronaldinho, e o Barcelona acabou encontrando muitas dificuldades. Mas conseguiu virar o jogo, com um gol de Samuel Eto'o e outro de Belleti, o Herói improvável. Ele era o lateral-direito reserva e, sairia do banco, para marcar o gol do Título do Barcelona.



A taça trouxe de volta, de uma vez por todas, o orgulho ao povo Catalão, e iniciava um período de glórias Culés na Europa.

Ficha Técnica:






Barcelona 2 X 1 Arsenal


Escalações :


Local : Stade de France, Paris
Gols: Eto'o  aos 76' Belletti aos 81' ; Campbell 37' (Arsenal)
Árbitro: Terje Hauge(NOR)

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top