Últimas notícias

Últimas notícias

Champions League

Liga Europa

História

Copa dos Campeões 1958-1959: Real Madrid campeão


Os dois primeiros títulos do Real Madrid na Copa dos Campeões, vieram sob a batuta do técnico espanhol José Villalonga. O Tricampeonato do Real veio com o argentino Luis Carniglia. Para o Tetra, um novo comandante: Miguel Muñoz. O clube também teve a chegada de um novo craque, formando o que seria uma espécie de primeira geração de Galáticos do Real Madrid, embora na época não se soubesse disto. O húngaro Ferenc Puskás chegou à Madrid para fazer com Di Stéfano uma das maiores duplas da história.

A Copa dos Campeões 1958-1959 viu pela primeira vez uma reedição de final de sua história. O Real Madrid encarou o Stade Reims na decisão. Os Franceses eliminaram os belgas do Standard Liège e os Suíços do Young Boys para chegar a segunda decisão Europeia de sua história. O Real eliminou o Wiener nas quartas de final, e na Semi-Final despachou simplesmente o seu maior rival, o Atlético de Madrid .

Um dos favoritos naquele torneio era o Wolverhampton da Inglaterra, que perdeu para o Schalke 04 na primeira eliminatória, e não chegou nas finais do torneio. Os azuis reais caíram nas quartas de Final para o Atlético de Madrid, após vitória Colchonera por 3 X 0 no Vicente Calderón e empate em 1 X 1 na Alemanha.

Após os vice campeonatos de Fiorentina e Milan nas duas edições anteriores, muito se esperava da Juventus. Mas a Veccia Signora decepcionou, e após vencer por 3 x 1 na Itália, acabou goleada por 7 x 0 pelo Rapid Viena na Áustria. Os austríacos ainda eliminariam o Dukla Praga na sequência, até caírem diante do Real Madrid nas quartas de final, empatando sem gols em casa e tomando um 7 x 1 na Espanha.

Pela Primeira vez na história, tivemos um dérbi local na semi-final da Liga dos Campeões. Este fato só se repetiria 44 anos depois, com Inter e Milan. O Real Madrid venceu o primeiro jogo em seu estádio por 2 X 1, e o Atlético venceu o segundo jogo no seu estádio por 1x0, o que obrigou a ocorrer uma partida desempate, com vitória dos merengues por 2 X 1, dando-lhes a vaga na final. O Herói do jogo foi Puskás, que marcou o segundo gol merengue.

Na decisão, o Real novamente venceu o Stade Reims, que contava com Just Fontaine, o maior artilheiro da história de uma Copa do Mundo, com 13 gols em 1958. Era o Tetracampeonato Europeu do Madrid, o primeiro título com a dupla Puskas e Di Stéfano junta.



Copa dos Campeões 1958-1959: Final

Real Madrid 2 X 0 Stade de Reims 


Real Madrid:
 Dominguez, Marquitos, Santamaria, Zarraga , Santisteban, Ruiz, Kopa, Mateos, Di Stefano, Rial, Gento

Stade de Reims: Colonna, Rodzik, Jonquet , Giraudo, Penverne, Leblond, Lamartin, Bliard, Fontaine, Piantoni, Vincent

Gols: Mateos e Di Stefano


«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Post a Comment


Top