Champions League 1999-2000: Real Madrid é oito vezes campeão da Liga dos Campeões




À medida que o século 20 se aproximava do fim, a UEFA via cada vez mais a necessidade de potencializar a Liga dos Campeões, que ganhava repercussão global. Cada vez mais equipes participavam da Liga, e cada vez mais equipes qualificadas encantavam o Mundo com seu futebol.

Um dos grandes destaques da Primeira fase foi a Lazio. O time, com boas vitórias e um futebol legal de assistir,  venceu o grupo A, mesmo tendo que encarar Bayer Leverkusen, Dynamo Kiev e Maribor. Além do clube da capital italiana, os ucranianos também avançaram neste grupo. No grupo B, o Barcelona e  a Fiorentina de Batistuta  deixaram o Arsenal para trás. Rosenborg e Feyenoord avançaram na chave C, enquanto Manchester United  e Olympique Marseille passaram na D. Valência e Bayern de Munique levaram a melhor na F, assim como Sparta Praga e Bordeux fizeram na G, e Chelsea e Hertha Berlim na H. No Grupo E, o Real Madrid não teve muitos problemas para avançar, em um grupo que ainda tinha Porto, Olympiakos e Molde.


Entretanto, nem tudo seriam flores no caminho do Real Madrid. O time teve dificuldades na segunda fase de grupos, onde ficou na chave D, perdendo por 4 a 2 em casa e 4 a 1 fora de casa para o Bayern de Munique, empatando em casa por 2 a 2 e vencendo apertado por 2 a 1 na Ucrânia o Dynamo Kiev, mas se salvando com as vitórias sobre o Rosenborg, por 3 a 1 em casa e 1 a 0 em território nórdico.


Nas quartas de final,  o adversário merengue foi o Manchester United. As equipes empataram sem gols no Santiago Bernabeu. Contudo, em Old Trafford,  apareceu a Estrela do Grande Real Madrid: encarando o atual Campeão da Liga dos Campeões na casa do adversário ,  os merengues venceram por 3 a 2, com uma atuação de gala de Fernando Redondo. De restante nestas quartas de final, o Valencia passou pela Lazio, o Barcelona eliminou o Chelsea e o Bayern de Munique deixou para trás o Porto.


Na semi-final, o time merengue eliminou o Bayern de Munique com uma vitória por 2 a 0 em casa, e uma derrota por 2 a 1 fora. No outro confronto, duelo espanhol: o Valencia eliminou o Barcelona graças ao triunfo por 4 a 1 na partida de ida, já que no Camp Nou, perdeu por 2 x 1. Os "Ches", comandados por Hector Cúper e liderados em campo por nomes como Kily González e Mendieta faziam história, sendo a quarta equipe da Espanha a chegar em uma final de Champions League.

Mas o sonho acabou para o time de Valência no exato momento, em que aquela final contra o Real Madrid começava no Stade de France, em Saint-Denis. O time não foi páreo para o Gigante madrilenho, que fez 3 a 0, liderado por Raúl Gozalez, autor de um dos gols. Os outros dois foram de Fernando Moriente e Steve McManaman. O inglês foi inclusive, eleito o melhor jogador da final, após marcar um golaço de voleio.





Ficha Técnica 

Real Madrid 3 X 0 Valência



Real Madrid:
Casillas, Salgado (Hierro), Roberto Carlos, Karanka, Iván Campo, McManaman, Redondo, Helguera, Raúl, Anelka (Sanchís), Morientes (Sávio) – Técnico: Vicente del Bosque


Valencia:
Cañizares, Angloma, Djukic, Pellegrino, Gerardo (Ilie), Mendieta, Gerard, Farinós, Kily González, Claudio López e Angulo – Técnico: Héctor Cúper

Árbitro: Stefano Briaschi (Italy)
Local: Stade de France, Paris

Artilheiros desta Edição com 10 gols:


Raúl (Real Madrid)
Rivaldo (Barcelona)
Jardel (Porto)

Tecnologia do Blogger.